Separação de iceberg pode afetar padrões de circulação oceânica

Momentos antes e depois do iceberg gigante colidir com uma "língua" da geleira Mertz

A separação de um iceberg do tamanho de Luxemburgo, que se rompeu e afastou de uma geleira maior, pode afetar os padrões de circulação oceânica e ser o precursor de mudanças futuras decorrentes do aquecimento global, dizem cientistas de uma missão no continente gelado.

Em fevereiro passado um iceberg de 2.500 quilômetros quadrados separou-se de uma língua gigante de gelo flutuante da geleira Mertz, depois de colidir com um iceberg ainda maior.

A língua de gelo que se projetava no Oceano Sul vinha atuando como barragem, impedindo o gelo marítimo de chegar a uma seção de água permanentemente aberta a oeste.

Mas agora, com a língua de gelo separada devido à colisão, cientistas temem que isso possa desencadear mudanças em uma parte importante dos padrões de circulação oceânica global que deslocam calor pelo globo através das muitas correntes marítimas superficiais e profundas.

Leia mais:

Separação de iceberg pode afetar padrões de circulação oceânica – vida – Estadao.com.br.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: