Crescimento urbano intensifica temporais em São Paulo, dizem especialistas

À medida que aumenta o contraste de temperatura (entre o ar do litoral e o da cidade), há tendência de aumento nos temporais, em intensidade e em área atingida - Imagem: Atlas Ambiental do Município de São Paulo

A expansão da malha urbana em São Paulo e a sobreposição de fenômenos climáticos são os principais motivos por trás da intensificação nos temporais que têm castigado a cidade, segundo especialistas consultados pela BBC Brasil.

No mês de janeiro, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as chuvas na cidade somaram 493,7 mm, recorde para o mês desde o início das medições, em 1943. A média histórica de chuvas para janeiro é de 261,3 mm.

Em fevereiro, o índice chegou a 123 mm até a manhã desta segunda-feira (21) – a média para o mês é de 235,4 mm.

Como resultado dos temporais, além das habituais inundações, a cidade têm sofrido com a queda de árvores e panes nos semáforos, fatores que causam problemas no fornecimento de energia elétrica e no trânsito.

 

Leia mais:

BBC Brasil – Notícias – Crescimento urbano intensifica temporais em São Paulo, dizem especialistas.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: