Estudo destaca os riscos potenciais da nanotecnologia

Pesquisas mostram que a nanotecnologia já está presente em mais de mil produtos de consumo em todo o mundo, como cosméticos, tecidos e aparelhos eletrônicos.

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) acaba de lançar o estudo Nanotecnologias: subsídios para a problemática dos riscos e regulação.

O livro teve sua produção coordenada pela Fundação de Desenvolvimento da Universidade Estadual de Campinas (Funcamp) e oferece informações a pesquisadores, empresários e entidades que lidam com o assunto.

O responsável técnico da publicação é Oswaldo Luiz Alves, professor titular do Departamento de Química Inorgânica do Instituto de Química da Universidade Estadual de Campinas e coordenador científico do Laboratório de Química do Estado Sólido.

A nanotecnologia é o estudo, manipulação, construção de materiais, substâncias, dispositivos e objetos em escala nanométrica (bilionésimo de metro). A aplicação ocorre em diversas áreas, como fármacos, dispositivos semicondutores, sistemas de energia, polímeros, novas soluções para problemas energéticos e soluções para a agricultura.

Além de abordar riscos e questões regulatórias relacionadas ao uso de nanotecnologia na indústria ou na academia, a publicação reúne ampla bibliografia sobre o tema.

“Percepção pública dos riscos e benefícios das nanotecnologias”, “Das relações entre nanomateriais, toxicidade e avaliação de riscos: a emergência da nanotoxicologia” e “Visão geral da atividade ligada à toxicidade, segurança e avaliação de riscos das nanotecnologias: enfoque bibliográfico” são alguns dos capítulos da publicação.

O estudo está disponível em: www.abdi.com.br/Estudo/Relat%C3%B3rio%20Nano-Riscos_FINALreduzido.pdf

Fonte: Agência FAPESP
 

Não há dúvida de que a nanotecnologia oferece a perspectiva de grandes avanços que permitam melhorar a qualidade de vida e ajudar a preservar o meio ambiente. Entretanto, como qualquer área da tecnologia que faz uso intensivo de novos materiais e substâncias químicas, ela traz consigo alguns riscos ao meio ambiente e à saúde humana.

Leia também para saber mais sobre o tema em Nanotecnologia e meio ambiente: perigos do “nano-lixo” x benefícios da tecnologia em debate

Anúncios

2 Respostas to “Estudo destaca os riscos potenciais da nanotecnologia”

  1. Ministério da Saúde Says:

    Olá!
    Sempre é hora de combater a dengue. Juntos podemos mobilizar a população sobre a importância de se prevenir contra o mosquito Aedes aegypti, mantendo hábitos simples como limpar calhas, caixas d’água, recolher o lixo e nunca deixar pneus ao ar livre para não juntar água.
    Por isso, faça um post nas Redes Sociais, divulgue a hastag #combatadengue e compartilhe essa informação com seus amigos, parentes e vizinhos. A sua contribuição é fundamental para o sucesso desta campanha.
    Caso tenha interesse em divulgar algum material da campanha, entre em contato através do e-mail comunicacao@saude.gov.br.
    Saiba mais sobre a campanha no site: http://www.combatadengue.com.br
    Você também pode nos seguir no Twitter: http://www.twitter.com/dengue_MS
    Estamos também no Facebook! Confira: http://www.facebook.com/minsaude?sk=app_110819375702256

    Obrigado,
    Ministério da Saúde

    Curtir


Deixe uma resposta - Lembramos que não serão permitidos comentários com conteúdo ofensivo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: