“Bandeira Azul” – Praias brasileiras buscam certificação socioambiental

“Iniciativas como as do Programa Bandeira Azul são importantes, pois valorizam o que dá certo e o que é bom. É uma ação internacional que visa destacar boas práticas e bons exemplos e é isso que a causa ambiental precisa. Um enfoque positivo que mobilize as pessoas”
Torben Grael 

Três praias brasileiras vão entrar no páreo para receber a certificação Bandeira Azul*, um dos mais importantes selos socioambientais do mundo. São localidades litorâneas do Rio de Janeiro e de São Paulo, que entram na fase piloto do programa em fevereiro próximo. O objetivo é tentar compor um seleto grupo de praias e marinas ambientalmente sustentáveis.

As candidatas à certificação são a praia do Félix (Ubatuba/ SP), a Prainha (Rio de Janeiro) e a praia de Itaúna (Saquarema/ RJ). Em fase de avaliação, encontram-se, no momento, as marinas Piratas e Verolme, ambas em Angra dos Reis (RJ).

Atualmente, a Bandeira Azul (existe uma bandeira física) tremula na Praia do Tombo (Guarujá/ SP) e na marina Costabella (Angra dos Reis/ RJ). As duas tiveram o certificado renovado em 2011 e são as únicas brasileiras na lista de centenas de locais e empreendimentos certificados pelo mundo.

O Programa Bandeira Azul é um selo de caráter socioambiental criado pela (Foundation for Environmental Education (FEE), instituição internacional com sede em Copenhagen (Dinamarca). No Brasil, o Operador Nacional do Programa é o Instituto Ambiental Ratones (IAR).

As praias e marinas inscritas no programa comprometem-se a cumprir os critérios distribuídos nas seguintes categorias: educação e informação ambiental, qualidade da água, segurança e gestão ambiental. As avaliações ocorrem em três instâncias: operador nacional do programa, júri nacional (do qual faz parte o Ministério do Turismo) e júri internacional.

Fonte: Ministério do Turismo

Bandeira Azul* – O Programa Bandeira Azul tem como objetivo elevar o grau de conscientização dos cidadãos e dos tomadores de decisão para a necessidade de se proteger o ambiente marinho e costeiro e incentivar a realização de ações que conduzam à resolução dos conflitos existentes. O Programa Bandeira Azul é uma iniciativa da FEE (Foundation for Environmental Education – Fundação para Educação Ambiental) que conta hoje com apoio de diversas instituições internacionais.

O Programa existe desde 1987 e é aberto a praias marítimas, fluviais e lacustres, além de marinas, sendo necessário a participação dos municípios e envolvimento de instituições locais que representam os vários segmentos da Sociedade Civil (moradores, iniciativa privada, empreendedores, comunidades tradicionais e grupos atuantes, ONGs e demais associações) e que podem colaborar na implantação e efetivação do Programa. A certificação Bandeira Azul será sempre outorgada à municipalidade onde se localiza a praia que cumpra todos os critérios.

Anúncios

3 Respostas to ““Bandeira Azul” – Praias brasileiras buscam certificação socioambiental”

  1. “Bandeira Azul” – Praias brasileiras buscam certificação socioambiental | Revista Amazônia Says:

    […] de avaliação, encontram-se, no momento, as marinas Piratas e Verolme, ambas em Angra dos Reis […]

  2. Edmundo Cavalcanti Says:

    Parabens, pela materia ,muito esclarecedora, divulgando o Programa Bandeira Azul.
    Abraços


Deixe uma resposta - Lembramos que não serão permitidos comentários com conteúdo ofensivo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: