Normas para reduzir radioatividade em alimentos começam a valer em abril no Japão

radiacaoO Ministério da Saúde do Japão divulgou hoje (24) que a partir do dia 1º de abril serão adotadas normas mais restritivas sobre a radioatividade em alimentos. O objetivo é reduzir os limites permitidos de césio em produtos alimentícios. A decisão ocorre a menos de um mês de os acidentes nucleares ocorridos na região de Fukushima, no Nordeste do Japão, completarem um ano.

As medidas de restrição foram definidas em meio a vários meses de debates. As autoridades japonesas decidiram impor um limite de 100 bequeréis de césio radioativo por quilograma para alimentos em geral – carne, peixe, fruta e legumes. Até então, o máximo permitido chegava a 500 bequeréis.

O limite é ainda mais severo em casos de alimentos destinados a crianças e em bebidas em geral, que não poderão ter mais de 50 bequeréis de césio radioativo por quilograma. No caso do leite, o rigor é ainda maior – haverá redução de 200 bequeréis para 10 bequeréis.

As medidas contrariam os agricultores da província de Fukushima – região que sofreu de forma intensa a contaminação gerada por explosões e vazamentos da usina. Para os produtores rurais do local, a severidade imposta pelas novas normas pode levar à proibição da venda de alguns dos seus produtos, que até agora eram tolerados.

Fonte: Agência Brasil

Anúncios

Deixe uma resposta - Lembramos que não serão permitidos comentários com conteúdo ofensivo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: