Pelo risco de colisão com a Terra, russos querem colocar satélite na orbita do asteróide Apophis

Os cientistas russos planejam enviar até 2020 uma estação de pesquisa automática para a órbita do asteróide Apophis*, a maior ameaça para a Terra, para evitar uma possível catástrofe ou seja a colisão com a Terra.

O principal objetivo desta missão será colocar em órbita do objeto um satélite pequeno que irá especificar a trajetória do Apophis até 2036, quando, como acredita-se, este iria colidir com nosso planeta (a NASA diverge com relação à esse cálculo). O satélite estará equipado com um farol de rádio autônomo, assim como com uma fonte de energia radioisótopa e uma bateria.

Também a missão científica inclui investigação sobre as características físicas e químicas do asteróide, o solo, a sua estrutura e do espaço em torno dele. Planeja-se um ‘pouso’ sobre a superfície do asteróide. Do ponto de vista técnico, a missão pode ser realizada a partir de 2015. Estes planos estão contidos no projeto de programa de estudos do sistema solar até 2025, elaborado por cientistas da Academia de ciências da Rússia.

O Apophis (2004 MN4) mede 300 metros e atraiu a atenção dos cientistas por ser atualmente a ameaça a mais séria no espaço para a Terra. Em 2029, o asteróide ficará a uma distância de apenas cerca de 36.000 milhas do nosso planeta — no auge das órbitas dos satélites geoestacionários. Preso nas imediações da Terra, o Apophis poderia mudar sua órbita de modo a se aproximar da Terra e colidir com ela em 2036.

Operações durante a missão “Apophis” em muitos aspectos são semelhantes aos que pretendia realizar no “Fobos-Grunt”. Portanto, os cientistas estão planejando implantar para o projeto da nave espacial as unidades da sonda da “Fobos”.

Peritos espaciais de todo o mundo estão desenvolvendo vários projetos para evitar o suposto desastre. Entre as soluções encontra-se tambem o uso de armas nucleares para destruir Apophis, quando este ficar a uma distância segura da Terra.

Fonte: Pravda.ru

Apophis* (nome astronômico 99942 Apophis, previamente catalogado como 2004 MN4 ) é um asteroide que causou um breve período de preocupação em dezembro de 2004 porque as observações iniciais indicavam uma probabilidade pequena (até 2,7%) de que ele iria atingir a Terra em 2029. Observações adicionais melhoraram as predições e eliminaram a possibilidade de um impacto na Terra ou na Lua em 2029.

Entretanto, uma possibilidade ainda existe de que na passagem de 2029 o Apophis venha a passar por uma fenda de ressonância gravitacional, uma região precisa não maior que 600 metros, causaria um impacto direto em 13 de abril de 2036. Esta possibilidade mantém o asteróide no Nível 1 da escala de perigo de impacto de Turim até agosto de 2006. Ele quebrou o recorde de maior nível na escala de Turim, estando, por um espaço curto de tempo, no nível 4, antes de ser rebaixado.

Observações adicionais mais recentes da trajetória do Apophis revelaram que a fenda provavelmente não será atingida, assim, em agosto de 2006 o Apophis foi rebaixado para nível 0 na escala de Turim. Até 16 de abril de 2008, a probabilidade de impacto em 13 de abril de 2036 era calculada como sendo de 1 em 45.000. Uma data de impacto adicional em 2037 também foi identificada. A probabilidade para este encontro foi calculada como sendo 1 em 12,3 milhões.

Muitos cientistas concordam que o Apophis merece ser vigiado de perto e, para isto, em fevereiro de 2008 a Planetary Society deu um prêmio de US$50.000 para companhias e estudantes que apresentassem projetos para sondas espaciais que colocariam um dispositivo de rastreamento sobre ou próximo do asteróide.

 Fonte: Wikipédia
Anúncios

Deixe uma resposta - Lembramos que não serão permitidos comentários com conteúdo ofensivo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: