Agencia da ONU pretende reduzir lixo eletronico de carregadores (fontes de energia) em 60%

carregador celularA União Internacional de Telecomunicações (UIT) divulgou ontem (18/09) o resultado de pesquisas que podem reduzir drasticamente o lixo eletrônico e as emissões de gases causadores do efeito estufa decorrentes da produção de fontes de alimentação de energia, popularmente conhecidas como carregadores.

O estudo da Iniciativa Global de Sustentabilidade Eletrônica recomenda que sejam feitas alterações nos padrões de fabricação dos carregadores, tornando-os até 30% mais leves e mais eficientes.

Para o meio ambiente, a inovação reduziria entre 25 e 50% das emissões de gases de efeito estufa decorrentes da fabricação de carregadores, e eliminaria até 300 mil toneladas por ano do lixo eletrônico gerado, o que representa 60% do que hoje é descartado.

Ao encontrar uma grande variação nos pesos das fontes de energia, a pesquisa revela soluções para reduzir o peso de carregadores em uma série de categorias de fornecimento de energia, para aumentar a eficiência, o ciclo de vida e permitir a efetiva reutilização.

Quatro bilhões de carregadores por ano

Por ano, são produzidos 4 bilhões de carregadores, pesando cerca de 1 milhão de toneladas e resultando em 500 mil toneladas de lixo eletrônico.

“Uma cultura econômica priorizando a eficiência energética e a responsabilidade ambiental é o único meio através do qual vamos criar modelos sustentáveis de crescimento econômico. No setor das TIC [Tecnologias da Informação e Comunicação], as normas internacionais apresentam o mecanismo ideal para incentivar um compromisso da indústria para estes valores essenciais”, disse o Secretário-Geral da UIT, Hamadoun I. Touré.

O estudo, encomendado pela UIT, é de autoria de Raffaele Bolla, Bruschi Roberto e D’Agostino Luca, membros do Departamento de Comunicação, Informática e Ciências de Sistemas da Universidade de Gênova (Itália). Os cientistas analisaram 300 carregadores disponíveis comercialmente.

As conclusões contribuirão para o estabelecimento de um padrão universal para o produto. Acesse o documento, em pdf e em Inglês,  clicando aqui.

Fonte: onu.org.br

Anúncios

Deixe uma resposta - Lembramos que não serão permitidos comentários com conteúdo ofensivo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: