Proibicao historica de testes em animais para cosmeticos na India

teste animaisA Campanha Liberte-se da Crueldade celebra proibição histórica de testes em animais para cosméticos na Índia – Primeiro país na Ásia a acabar com a crueldade na produção de cosméticos

A Índia proibiu testes de cosméticos em animais após intensa mobilização pública e legislativa, incluindo o apoio de parlamentares e membros das Assembleias Estaduais, através da Campanha Liberte-se da Crueldade desenvolvida pela organização Humane Society International Índia.

O Bureau of Indian Standards (BIS) aprovou a retirada de qualquer menção sobre testes em animais do regulamento dos cosméticos do país. O uso de métodos alternativos modernos sem o uso de animais também se torna obrigatório, substituindo testes invasivos em animais. Isto significa que qualquer fabricante interessado em testar cosméticos ou novos ingredientes na Índia deve primeiro pedir a aprovação da Organização Central de Controle e Padronização de Medicamentos. Será dada autorização ao fabricante para o teste apenas após o cumprimento das normas BIS referentes aos testes sem animais.

Troy Seidle, diretor de pesquisa e toxicologia da HSI, disse: "A decisão da Índia mostra o caminho para os países que ainda estão indecisos sobre a proibição de testes de cosméticos em animal. Esses países devem agir agora, devem seguir o exemplo da Índia e acabar com a crueldade na indústria da beleza. "

Membro do Parlamento Indiano, Baijayant Jay Panda, disse: "Este é um grande dia para a Índia e para os milhares de animais que não vão mais sofrer, ainda que haja muita coisa a ser feita. Nosso governo deve seguir adiante, proibindo a importação e venda de cosméticos que são testados em animais no exterior. Só então é que a Índia demonstrará seu compromisso com os métodos modernos de pesquisa sem animais e ser verdadeiramente livre de crueldade".

hsi_globalHSI celebra a proibição como uma grande vitória para sua campanha Liberte-se da Crueldade, que trabalha para acabar com testes em animais para cosméticos em todo o mundo. O próximo passo para a campanha Liberte-se da Crueldade Índia é conseguir proibir a venda de cosméticos que foram recém-testados em animais fora da Índia, ou seja, em outras partes do mundo. Esta proibição vai impedir que as empresas indianas de cosméticos terceirizem testes em outros países e que estes produtos terceirizados e testados em animais sejam importados para a venda.

Israel e os 27 países que compõem a União Europeia implementaram em seus territórios tanto a proibição dos testes quanto a venda de cosméticos testados em outros países para definitivamente pôr fim ao sofrimento dos animais. A organização HSI está liderando a campanha para convencer a Índia a tornar-se a próxima zona de cosméticos totalmente  livre de crueldade.

HSI liderou uma campanha intensa na UE para que a venda de cosméticos testados em animais fosse aplicada e no ano passado lançou a campanha global Liberte-se da crueldade. A campanha tem o intuito de alcançar vitórias similares na Ásia Oriental, Canadá, Brasil, Rússia, Oceania e outros países.

Notas:

A expressão "cosméticos livres de crueldade" se refere a produtos cosméticos, formulações e ingredientes que não foram testados em animais depois de uma certa data, porque já eram considerados seguros para uso em cosméticos nessa data. Isso não significa que os ingredientes, formulações ou produtos não foram testados em animais no passado.

A Humane Society International (HSI) e suas organizações parceiras constituem juntas uma das maiores e mais importantes organizações de proteção animal do mundo. Por mais de 20 anos, a HSI vem lutando para a proteção de todos os animais por meio de trabalhos de conscientização, educação e programas práticos. HSI: Celebrando todos os animais e confrontando a crueldade em todo o mundo: http://www.hsi.org/libertesedacrueldade .

Na Índia, a campanha Liberte-se da Crueldade trabalhou em parceria com a Federation of Indian Animal Protection Organisations, a C.P.R.Environmental Education Centre e a Cruz Azul da Índia.

Fonte: pravda.ru

Deixe uma resposta - Lembramos que não serão permitidos comentários com conteúdo ofensivo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: