Com apoio do IPT, GM reaproveita resíduos da demolição de unidade antiga para utilização na construção da nova unidade

IPT deu suporte à desconstrução das antigas instalações para reaproveitamento dos resíduos de demolição. Crédito Foto: GM

IPT deu suporte à desconstrução das antigas instalações para reaproveitamento dos resíduos de demolição. Crédito Foto: GM

Em uma parceria inédita entre a General Motors do Brasil e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) foi realizada a desconstrução de 40 mil metros quadrados de edificações, de forma sustentável, na fábrica de São Caetano do Sul (SP). Os seis prédios, construídos há mais de 60 anos, foram cuidadosamente desmontados e os resíduos reciclados na construção de um novo edifício ou reaproveitados.

As madeiras foram pré-classificadas, certificadas e posteriormente vendidas. A empresa não precisou comprar nem retirar do meio ambiente terra das jazidas para aterros, pois tudo foi reutilizado. Por exemplo, colunas e vigas passaram por um processo de separação do material metálico do concreto; em seguida, foram moídas e utilizadas no aterro do terreno e na substituição da pedra britada no concreto novo.

Na manhã de segunda-feira, dia 26 de janeiro, a General Motors do Brasil inaugurou seu Centro Logístico de Recebimento e Sequenciamento de Materiais Produtivos (MASC). As obras duraram cerca de três anos e foram realizadas sem interrupções da produção na unidade durante o período. Tanto a demolição do antigo prédio como a construção do novo MASC foi pautado pela sustentabilidade, segundo a GM. O IPT, que é vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, deu todo o suporte à fase de desconstrução, possibilitando que o entulho fosse reciclado e aproveitado na nova própria obra, reduzindo o impacto ambiental. Segundo Padovezi, o trabalho realizado pelo IPT na GM é tipicamente multidisciplinar, ponto forte na atividade da instituição: “Neste trabalho atuaram 25 dos nossos profissionais, de sete áreas técnicas distintas, envolvendo da construção civil a madeiras. O IPT é das poucas instituições de pesquisa no País, senão a única, com capacitação para desenvolver projetos complexos tecnológicas em diversas áreas”.

Fonte: IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de SP.

Deixe uma resposta - Lembramos que não serão permitidos comentários com conteúdo ofensivo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: